Quarta, 24 de Fevereiro de 2021 20:44
(43)9.8860-1609
POLICIAL MINAS GERAIS

Mulher atira no marido após encontrar vídeo íntimo de filha no celular dele

A mulher teria questionado o homem após encontrar a filmagem, ele teria partido para cima dela e a agredido

22/01/2021 21h03
1.553
Por: Jaguariaiva em foco
Imagem: Reprodução da Internet
Imagem: Reprodução da Internet

 

Nessa quinta-feira (21), uma mulher de 35 anos foi presa acusada de atirar no marido, em Manhumirim, na Zona da Mata de Minas Gerais. Ela disse aos policiais que teria encontrado vídeos de sua filha tomando banho, no celular do marido.

Segundo informações da Polícia Militar (PM), os policiais foram acionados e comparecem ao local conhecido como Córrego Lessa, onde teria ocorrido uma tentativa de homicídio.

De acordo com os policiais, encontraram a mulher e realizaram a abordagem. Ela relatou aos militares ser casada com a vítima e que, seu companheiro teria chegado em casa, aparentando estar bastante exaltado, com sintomas de embriaguez. Eles discutiram e o homem foi se deitar.

Conforme relatado no Boletim de ocorrência, nesse momento, a mulher pegou o aparelho celular do marido e relatou ter visto alguns vídeos de sua filha, de 18 anos, tomando banho. Ela então questionou o marido e relatou que o homem passou a agredi-la e a ameaçando que iria matá-la, com uma arma de fogo que ele possuía.

Ainda segundo a PM, a mulher teria conseguido se desvencilhar, pegou a arma de fogo do marido e efetuou um disparo em direção ao companheiro, que foi atingido na região abdominal.

Após o disparo, a mulher pediu ajuda a uma vizinho e socorreram o marido até o hospital, onde foi constatado uma perfuração por disparo de arma de fogo.

Ainda conforme relatado pelos policiais, no local foi localizado um revólver, da marca Taurus, calibre .38, número de série 1096330, com capacidade seis tiros. Além da arma, foram encontrados cinco cartuchos intactos de calibre .38 e um cartucho deflagrado de munição calibre .38.

Diante dos fatos, a mulher foi presa e encaminhada à Delegacia de Polícia Civil.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.