Domingo, 28 de Novembro de 2021 00:10
(43)9.8860-1609
GERAL Paraná

Governo leva Cartão Futuro às escolas do Paraná e amplia divulgação do programa

Iniciativa que paga parte do salário de jovens aprendizes pode garantir o primeiro emprego a 20 mil estudantes e a manutenção de mais de 15 mil con...

28/10/2021 17h25
40
Por: Jaguariaiva em foco Fonte: Secom Paraná
© CASA CIVIL
© CASA CIVIL

O Cartão Futuro, programa do Governo do Paraná para incentivar a manutenção de empregos e a contratação de jovens aprendizes por empresas paranaenses, ganha cada vez mais adeptos. A expectativa é viabilizar a contratação de 20 mil aprendizes em todo o Estado e a manutenção de até 15 mil contratos de trabalho já em andamento.

“Com o Cartão Futuro, o Governo paga uma parte do salário do aprendiz e isso permite a sua contratação até mesmo por pequenas e microempresas. Dessa forma, o programa abre as portas para o primeiro emprego para jovens entre 14 e 21 anos. E, ainda, ajuda a combater o abandono escolar, já que um dos critérios para participar é que o jovem esteja estudando”, explica o governador Carlos Massa Ratinho Junior.

Segundo ele, o governo criou uma verdadeira força tarefa para fazer chegar o Cartão Futuro às empresas e aos estudantes. Uma das estratégias é uma grande campanha de divulgação com veiculação em todos os canais de comunicação e nas redes sociais, além do corpo a corpo que vem sendo feito pelos secretários de Estado para apresentar o programa ao setor empresarial, associações comerciais e industriais e escolas dos municípios.

“Estamos mobilizados, queremos a Agência do Trabalhador dentro da escola. Estamos muito animados com a possibilidade do pequeno comércio poder, com a ajuda do governo, dar uma alternativa de formação profissional, emprego e renda para os jovens sem que eles precisem deixar de estudar”, diz o chefe da Casa Civil, Guto Silva.

Ele citou, ainda, que essa estratégia tem como viés a retomada da economia e a continuidade dos excelentes resultados alcançados pelo Estado na geração de empregos neste ano, com osmelhores nove meses da história.

RECURSOS– O Governo do Estado destinou R$ 57,8 milhões para o Cartão Futuro. O auxílio financeiro oferecido é de R$ 300,00 por aluno e pode chegar a R$ 450,00 para jovens com deficiência, egressos de unidades prisionais, do Sistema de Atendimento Socioeducativo ou que estejam cumprindo medidas socioeducativas. O subsídio é mensal durante o período de até dois anos. Caso o contrato de trabalho já esteja em vigor, o programa garante três meses de forma emergencial, para a manutenção da vaga.

A prioridade é atender os jovens que estejam em situação de vulnerabilidade social e o foco são as regiões com maior abandono escolar, que estão sendo mapeadas pela Secretaria da Educação e do Esporte. Os servidores das 216 Agências do Trabalhador e Postos Avançados da Secretaria de Justiça, Família e Trabalho já iniciaram visitas às empresas e escolas para intermediar as vagas disponibilizadas.

Várias áreas do governo estão mobilizadas para levar as informações do programa a todo o Estado. A força-tarefa reúne as secretarias estaduais de Justiça, Família e Trabalho, que executa o programa; da Educação e do Esporte, que faz a indicação das escolas; da Comunicação Social e da Cultura, responsável pela campanha de mídia; e a Casa Civil, que apoia todo o processo com seus núcleos distribuídos em todas as regiões.

LITORAL– Nesta quinta-feira (28), Guto Silva e o secretário da Educação, Renato Feder, tiveram encontros com a comunidade escolar do Litoral. Em Pontal do Paraná, visitaram o Colégio Estadual Cívico-Militar Hélio Antônio de Souza, que tem cerca de 600 alunos. Além de divulgar o programa, também fizeram a entrega de kits de robótica para nove escolas de seis municípios do Núcleo Regional de Paranaguá.

Receberam os kits os colégios estaduais Roque Vernalha e Prof. Maria de L. R. Morozowski, de Paranaguá; Pref. Joaquim da S. Mafra e Lea Germana Monteiro, de Guaratuba; Gabriel de Lara e Sertãozinho, de Matinhos; Moyses Lupion, de Antonina; Rocha Pombo, de Morretes; e o Cívico-Militar Hélio Ântonio de Souza, de Pontal.

No total, mais de 2,5 mil kits que estão sendo entregues pelo governo, 10 para cada escola, que vão atender 257 colégios. O investimento é de R$ 9,1 milhões. Aos alunos, o secretário Renato Feder disse que a educação do Paraná já é a melhor do Brasil.

“A gente trabalha pelo melhor para vocês. Por isso que estamos entregando os kits de robótica e trazendo oInglês Paraná, para que todos os estudantes tenham a educação que merecem”, disse. Feder também destacou a importância do Cartão Futuro, que descreveu como uma oportunidade de criar emprego e renda para os estudantes. “Trabalhamos para que vocês possam ganhar o mundo”.

Em seguida, os secretários apresentaram o Cartão Futuro em Guaratuba, no Colégio Estadual Gratulino de Freitas, com 550 alunos. Além do Ensino Médio e EJA, a escola oferta o curso de Formação de Docentes (integrado ao ensino médio), curso profissionalizante que forma professores para atuar na Educação Infantil e nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental e, também, o Curso Técnico em Hospedagem (subsequente), para formar profissionais com conhecimento teórico-prático sobre as técnicas de hospitalidade utilizadas nos diversos meios de hospedagem.

São técnicas para atuar em funções como na recepção e governança, atividades operacionais de recepção e atendimento a clientes, comercialização e marketing de produtos turísticos, além da realização de reservas, valorizando as características culturais, históricas e ambientais do local.

MAIOR DO BRASIL– Nas apresentações nas escolas é feito o cadastro dos estudantes no Cartão Futuro. O Estado tem hoje 1,044 milhão de jovens matriculados em 2.116 escolas nos 399 municípios. Destas, 297 localizadas em 167 municípios, de todos os 32 Núcleos Regionais da Educação, ofertam cursos profissionais.

Até agora já foram feitas apresentações do programa em Cornélio Procópio, Guarapuava, Umuarama, Maringá, Cascavel, Araucária e São José dos Pinhais, Pontal do Paraná e Guaratuba.

“Este é o maior programa no Brasil para o primeiro emprego do jovem aprendiz. Sabemos como é difícil para quem está começando conquistar a primeira vaga no mercado de trabalho. Com o Cartão Futuro, o Governo do Estado facilita o acesso do jovem ao emprego e apoia as empresas que queiram contratar ao pagar uma parte do salário do jovem aprendiz”, afirma o secretário de Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost.

Conheça mais detalhes do Cartão Futuro:

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.