Sábado, 27 de Novembro de 2021 23:36
(43)9.8860-1609
CULTURA exposição Yorùbáiano

Projeto “Bebês no MAR” traz pequenos para vivência no museu

Os pequenos de 0 a 2 anos e seus familiares vão ter uma visita especial pela exposição Yorùbáiano. A intenção é mostrar que o espaço de arte e cultura deve fazer parte da vida desde cedo.

19/11/2021 15h01 Atualizada há 1 semana
37
Por: Jaguariaiva em foco Fonte: Museu de Arte do Rio
Projeto “Bebês no MAR” traz pequenos para vivência no museu

 

O Museu de Arte do Rio retoma o projeto “Bebês no MAR” no próximo sábado. Os educadores da Escola do Olhar vão realizar duas sessões de visitas mediadas criadas  especialmente para bebês de 0 a 2 anos de idade e seus familiares. A ideia é que os bebês possam vivenciar e experimentar o que a exposição Yorùbáiano propõe ao público. Para isso, foi construído um grande tapete e artefatos provocativos a partir de objetos sensoriais, táteis e sonoros que visam despertar a autonomia dos pequenos. 

A mostra de Ayrson Heráclito fala sobre a cultura Yorubá, uma das últimas tradições africanas a ser implementada no Brasil da diáspora, que chegou ao país no século XIX, por meio dos povos da África Subsaariana formados por reis e rainhas, lideranças espirituais e políticas, que permaneceram como fontes de saberes ancestrais e detentores de diversas tecnologias.

Nesta edição do "Bebês no MAR", os educadores construíram uma proposta artístico-pedagógica a partir das divindades africanas homenageadas pelo artista Ayrson Heráclito. Será trabalhado nesta visita mediada os elementos trazidos na exposição.

A gerente de educação da Escola do Olhar Patrícia Dias ressalta que o museu também é um espaço de cultura para os bebês e destaca a importância de criar o vínculo com o espaço desde cedo através das diferentes formas de experimentar e viver o espaço museal.

A próxima edição do “Bebês no MAR” será neste sábado, 20, e contará com duas sessões às 10h e 11h, com 40 minutos de duração. O projeto é realizado desde 2018 e já teve 19 edições. Por causa da pandemia, o MAR teve que reduzir o número de bebês em cada sessão. No entanto, a visitação também será gravada e, após edição, o material será disponibilizado para famílias com bebês.

Para participar é preciso fazer uma inscrição pelas redes sociais do Museu de Arte do Rio. No sábado, será montado um estacionamento de bebês no MAR para que os pais possam deixar os carrinhos no local com segurança e tranquilidade.

O Museu de Arte do Rio

Iniciativa da Prefeitura do Rio em parceria com a Fundação Roberto Marinho, o Museu de Arte do Rio passou a ser gerido pela Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI) desde janeiro deste ano, apoiando as programações expositivas e educativas do MAR a partir de um conjunto amplo de atividades para os próximos anos. “A OEI é um organismo internacional de cooperação que tem na cultura, na educação e na ciência os seus mandatos institucionais, desde sua fundação em 1949. 

O Museu de Arte do Rio, para a OEI, representa um instrumento de fortalecimento do acesso à cultura, intimamente relacionado com o território, além de contribuir para a formação nas artes, tendo no Rio de Janeiro, por meio da sua história e suas expressões, a matéria-prima para o nosso trabalho”, comenta Raphael Callou, diretor e chefe da representação da OEI no Brasil.

Após o início das atividades em 2021, a OEI e o Instituto Odeon celebraram parceria com o intuito de fortalecer as ações desenvolvidas no museu, conjugando esforços e revigorando o impacto cultural e educativo do MAR, onde o Odeon passa a auxiliar na correalização da programação.

O Museu de Arte do Rio tem o Instituto Cultural Vale como mantenedor, a Equinor como patrocinadora master e a Bradesco Seguros como patrocinadora, todos por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. A Escola do Olhar conta com o apoio do Itaú, da Machado Meyer Advogados e da Icatu Seguros via Lei Federal de Incentivo à Cultura. Por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura – Lei do ISS, é também patrocinada pelo Grupo GPS, RIOgaleão, ICTSI Rio Brasil, ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) e HIG Capital. O Instituto Olga Kos patrocina os recursos de acessibilidade do MAR.

O MAR conta ainda com o apoio do Governo do Estado do Rio de Janeiro e realização da Secretaria Especial de Cultura, Ministério do Turismo e do Governo Federal do Brasil, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

 

 Mais informações em www.museudeartedorio.org.br

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.