Domingo, 09 de Maio de 2021 09:47
(43)9.8860-1609
JUSTIÇA Paraná

Oficina de rap para adolescentes da socioeducação motiva a reflexão

Evento promovido pela Secretaria da Justiça, Família e Trabalho contou com a presença do EdiRock, um dos mais importantes artistas do ritmo, um íco...

04/05/2021 10h25
24
Por: Jaguariaiva em foco Fonte: Secom Paraná
© SEJUF
© SEJUF

A secretaria estadual da Justiça, Família e Trabalho, através do Departamento de Atendimento Socioeducativo, por meio do Cense Londrina II, promoveu um encontro online que faz parte do projeto Oficina de RAP “Se Liga RAPaz”. O evento contou com a presença do EdiRock, um dos mais importantes artistas do ritmo, rima e poesia do País, um ícone no hip hop, que junto com os demais membros da família Racionais representa o que existe de mais importante na história do rap nacional.

“Essa diversidade, representatividade e movimento, a partir do trabalho com a integração da música, ritmo e poesia, apresenta uma nova forma de diálogo e reflexão com os adolescentes e profissionais que atuam no ambiente da privação de liberdade”, disse o secretário da pasta, Ney Leprevost.

Aproximadamente 470 adolescentes de todas as instituições dos Censes estaduais participaram do encontro. “O projeto vem retirando o rap da 'clandestinidade' e trazendo a possibilidade de ampliar o universo e o interesse dos adolescentes por esse estilo musical para uma visão crítica que os aproxima do histórico e do valor do movimento hip hop, enquanto instrumento de reflexão, destacando seu potencial questionador, reivindicatório e transformador”, afirmou o chefe do Departamento de Atendimento Socioeducativo, David Antonio Pancotti.

De acordo com o diretor do Cense Londrina II, Amarildo de Paula, o programa nasceu em meio à pandemia do coronavírus e trouxe proximidade, interlocução, criatividade e aprimoramento das intervenções. Com a utilização de um dos elementos da cultura do hip hop, o rap, como instrumento de reflexão com os adolescentes, vem apostando em seu potencial de promover desenvolvimento do pensamento crítico sobre contextos sociais, violências, ideologias, vivências pessoais e suas nuances.

A intenção é que por meio desse projeto os adolescentes possam produzir sentidos novos e diversos quando olharem de modo mais particularizado para a sua própria realidade.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.